Escolha uma Página

Hoje assistindo ao jornal da Record vi duas reportagens bastante tendenciosas com relação a fatos onde pessoas foram “contrárias  aos direitos humanos”.

A primeira reportagem falava sobre o diretor da uma instituição de ensino renomada que havia escrito uma carta aberta aos alunos dizendo que a lei que criminaliza a “discriminação” (esta entre aspas pois a discriminação pode ser facilmente interpretada de forma diferente por pessoas diferentes) dos homossexuais fere a constituição no que diz respeito a liberdade religiosa haja visto que algumas religiões como o catolicismo julga a homossexualidade como pecado, seria algo mais ou menos como proibir um padre de dizer que ser homossexual é errado pois se disser isso ele estará cometendo um crime, não estou manifestando minha opinião sobre a homossexualidade haja visto que não sou fiscal de “cú” cada um faz o que bem entende do seu mas vejam, se o direito de 1 termina quando começa o direito do outro esta lei não está sendo inconstitucional? MAS isso não foi levado em conta pelos entrevistados da Record, todo mundo achou um absurdo o questionamento levantado pelo valente diretor.

A outra reportagem falava a respeito de um comentarista de uma TV de uma afialiada a rede Globo em Santa Catarina, o cidadão disse que a culpa dos congestionamentos estarem maiores nos últimos anos se deve ao fato do governo ter dado benefícios aos pobres para que eles comprassem carros, hora vejamos isso tem total fundamento,  o governo deu incentivo pra comprar carro mas não melhorou a malha viária logo congestionamento, la foi todo mundo meter o pau no comentarista sem refletir sobre as palavras do cidadão, neste caso eu concordo com ele, tem muito pobre “eu me incluo nesse conjunto :)” que esta comprando carros.

O que me preocupa realmente é que a sociedade está cada vez mais intolerante com quem não quer ser tolerante, com quem quer opinar de forma contraria da maioria, e isso é muito mal! foi assim que surgiu o Nazismo por exemplo, aqueles que eram contra o Nazismo eram mortos, e eu não estou falando dos Judeus, estou falando de alemães contrários aos Nazistas eles existiam sim e muitos foram mortos pelo governo como forma de impedir que suas ideias proliferassem!

Tenho medo que o Brasil embarque nesta onda!